O que é Seguro Viagem? - Avião

Planejar uma boa viagem vai além de reservar passagens aéreas e hospedagem. Para montar o roteiro ideal, e checar todos os itens necessários, também é preciso uma boa dose de pesquisa e dedicação sobre o destino escolhido, além é claro de contratar alguns serviços especializados, como o seguro viagem.

Diante de tantos itens talvez você se pergunte: “o seguro viagem é mesmo importante?” Bom, apesar de passar despercebido por alguns viajantes, vale lembrar que a falta do seguro pode impactar diretamente em seus planos, principalmente se acontecer algum imprevisto com você no exterior.

Já pensou sentir dor de dente em outro país? Ou ter sua bagagem extraviada? Seja para problemas de saúde, atrasos de voos ou cancelamentos, perda ou roubo de bagagens, emergências médicas, perda de documentos, entre outros, a contratação do seguro é indispensável. Viajantes mais experientes e precavidos já sabem da importância desse serviço, e tem aderido aos planos oferecidos pelas operadoras, que sempre oferecem um seguro personalizado para cada tipo de roteiro. Se você nunca utilizou o seguro, fique tranquilo. Aqui, explicaremos em detalhes sobre a importância do seguro viagem.

Por que o seguro viagem é importante?

O seguro viagem é a modalidade que possibilita assistência completa para viajantes, durante a sua permanência no destino escolhido. A principal vantagem do seguro viagem é minimizar qualquer situação ou imprevisto que você possa ter durante uma viagem, e que fogem do seu controle. Sabia que um simples atendimento médico no exterior pode custar milhares de dólares? É preciso se precaver em todos os sentidos. Seguros mais completos oferecem assistência jurídica, medicamentos, assistência odontológica, repatriação, extensão de internação hospitalar e diárias em hotéis. Para casos mais específicos, algumas coberturas incluem até passagem aérea para familiares.

Quanto ao custo do seguro viagem, fique tranquilo: o investimento não chega a 5% do valor total da viagem! É um gasto mínimo perto da tranquilidade que o viajante encontrará, caso surja algum imprevisto. Além disso, há diversas modalidades de planos de seguro viagem que podem ser contratados.

As coberturas também são bastante amplas: vão desde à proteção para riscos de morte acidental do segurado, invalidez total ou parcial, até para despesas médicas, hospitalares, odontológicas, diárias, perda ou roubo de bagagem, danos de malas, entre outros acontecimentos inesperados. Já os planos, podem ser escolhidos de acordo com o tipo de viagem (familiar, negócios, lazer) e valor de cobertura.

Se o destino for internacional, as regras são um pouco diferentes. Após a assinatura do Tratado de Schengen, alguns países da Europa passaram a exigir a contratação de um seguro que cubra assistência medica e hospitalar de no mínimo 30 mil euros. O requisito é obrigatório e pode ser exigido a apresentação do comprovante na hora do desembarque.

Nos casos de viagens nacionais, apesar de alguns planos de saúde atenderem em todo o Brasil, o seguro viagem pode ajudar no momento de um atendimento médico, por exemplo, ou contratempos como extravio de bagagens.

O que é Seguro Viagem? - Bússola

Qual a diferença entre Seguro Viagem e Assistência Viagem?

Antigamente, no momento de contratação do seguro viagem, o viajante muitas vezes ficava confuso com as diferentes opções de planos de seguro oferecidas. O mercado disponibilizava planos de Seguro Viagem e Assistência Viagem, comercializados separadamente, por Seguradoras e também por operadoras de Assistência Viagem.

O que gerava muitas dúvidas aos viajantes é que, além de existirem as duas opções, a diferença entre os serviços prestados pela seguradora e os serviços das assistências não era clara e, muitas vezes, se confundiam pela extrema semelhança.

Para tornar mais claro, é preciso entender que os planos de Seguro Viagem têm, por natureza, características indenizatórias e possuem como coberturas principais a morte ou a invalidez permanente, ocorridos durante a vigência da apólice. Já a Assistência Viagem é um serviço cujo objetivo é assistir o viajante durante sua viagem, com a prestação da assistência médica e hospitalar, através de prestadores de serviços credenciados. Antes, o objetivo da Assistência Viagem não era claramente indenizatória e não considerada então um seguro de fato, mas sim um serviço de assistência, que não era prestado por seguradoras e nem regulamentado por órgãos como a SUSEP.

Ambos os planos tinham como objetivo atender o viajante durante todo o período contratado, porém, como tinham características de coberturas e dinâmicas diferentes, o viajante só percebia depois que não tinha contratado o plano correto para atender suas reais necessidades. Descobriam, por exemplo, que diante de algum procedimento não tinham o direito ao reembolso de despesas médicas, justamente quando mais necessitavam desses serviços.

O produto Seguro Viagem padrão, que era oferecido por seguradoras e algumas operadoras de cartão de crédito, não possuíam um plano de assistência agregado. Em casos de imprevistos, o viajante deveria arcar com todas as despesas no momento do ocorrido, e só depois realizar o pedido de reembolso. Nesses casos, o reembolso só acontece quando você chega ao Brasil, e com prazo máximo de até 30 dias para recebimento em moeda nacional. Isso causava alguns transtornos, uma vez que o viajante deveria ter recurso suficiente para pagar suas despesas médicas no exterior.

O Serviço de Assistência Viagem, por sua vez, oferecido pelas Operadoras de Mercado, realiza atendimento aos viajantes em sua rede credenciada. Em caso de imprevistos, o viajante deve acionar primeiro a central de atendimento, não sendo necessário utilizar recursos próprios. Mesmo não havendo rede credenciada, o viajante pode pagar o atendimento e solicitar o reembolso posteriormente no retorno ao Brasil, desde que esteja com a autorização da rede de Assistência. O que pegava muitos viajantes de surpresa era a obrigatoriedade da comunicação com a central de atendimento. Em alguns casos, sem a autorização devida, podia negar um reembolso de despesas.

As duas opções tem o objetivo de auxiliar o viajante durante seu período em viagem, porém, pequenas particularidades nos modelos de atendimento acabavam confundindo muito o viajante na contratação.

Como funciona o modelo de Seguro Viagem atual?

A boa notícia é que a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), preocupada com a segurança e bom atendimento dos viajantes, disponibilizou através da Resolução 315, novas regras que visam beneficiar os consumidores do seguro, de forma a organizar a comercialização, preencher esta lacuna do mercado e oferecer mais segurança aos viajantes que pretendem contratar um plano de Seguro Viagem, seja para suas viagens internacionais ou nacionais.

Com base na nova resolução da SUSEP, os planos de Seguro Viagem foram organizados e devem conter, obrigatoriamente, as principais coberturas como: Médicas e hospitalares em viagem, doenças pré-existentes, entre outras.

Hoje, os Planos de Seguro Viagem possuem coberturas com caráter indenizatório e como complemento também prestam serviço de Assistência Viagem.

Vai utilizar o Seguro Viagem pela primeira vez? Veja algumas dicas!

Antes de contratar um Plano de Seguro Viagem, a orientação aos viajantes que nunca utilizaram esse serviço é verificar, primeiramente, qual seguradora garantirá coberturas indenizatórias e qual é a Operadora de Assistência Viagem, aquela responsável pelo serviço nas coberturas de assistência. Não se esqueça também de contratar seu seguro com um corretor/serviço autorizado, como é o caso da plataforma Multi Seguro Viagem, da Bom Cotar Corretora de Seguros.

Para conferir na íntegra a Resolução 315, que regulamenta a operação das Seguradoras e das empresas de Assistência Viagem, clique aqui.

O que é Seguro Viagem? - Barco

Qual a diferença entre Plano de Seguro Viagem e Seguro Saúde?

Plano de Seguro Viagem

O Plano de Seguro Viagem oferece diferentes tipos de cobertura, para diferentes situações emergenciais ocorridas durante a vigência do seguro (período de viagem). Este tipo de seguro inclui cobertura médica em caso de emergência e pode ser utilizado em toda rede credenciada à seguradora, com possibilidade de reembolso quando for o caso.

No entanto, é preciso efetuar o pagamento na hora da consulta ou pronto-socorro, e solicitar o ressarcimento junto à operadora, somente após o retorno.

O principal objetivo do Seguro Viagem é se precaver de fatos não previstos com o intuito de reduzir eventuais prejuízos durante a viagem.

De modo resumido, o plano de Seguro Viagem não tem em seu escopo a realização de tratamentos médicos preventivos, consultas e exames de rotina, ou de interesse do segurado. O seu objetivo é garantir assistência em caso de eventuais emergências, acidentes e imprevistos que venham ocorrer exclusivamente no período da viagem.

O que é Seguro Viagem? - Mala

Seguro Saúde

O Seguro Saúde, por sua vez, tem uma característica relacionada à Assistência Médica, incluindo a prevenção e tratamento de doenças, além de consultas e exames de rotina que não fazem parte do rol de atendimento do Seguro Viagem. O foco principal deste serviço está na saúde do segurado, independente do mesmo estar viajando. Por isso, suas coberturas são exclusivamente relacionadas à saúde, excluindo-se coberturas como perda de bagagem por exemplo.

Uma das grandes diferenças entre o Seguro Saúde e o Seguro Viagem é que normalmente os planos de Seguro Saúde não são contratados por curtos períodos, como no caso do Seguro Viagem, que se limita somente ao período de viagem.

A contratação do Seguro Saúde é recomendada para pessoas que vão passar um grande período no exterior, já que sua contratação possui vigência usual de 12 meses. Para viagens de curto período, a necessidade dos viajantes passa a ser o atendimento emergencial para imprevistos, e não a realização de consultas médicas ou tratamento de doenças.

Além disso, o custo de um Seguro Saúde com cobertura internacional é bastante elevado, podendo chegar a 10 vezes o valor de um Seguro Viagem para o mesmo período, o que acaba limitando bastante o público que consegue ter acesso ao produto.

O que é Seguro Viagem? - Barquinho

Cuidados ao contratar um Seguro Viagem

Se você possui uma doença crônica, o cuidado na hora da contratação do seguro precisa ser redobrado, já que a escolha do plano deve ser analisada para cobertura de doença preexistente.

Em países onde os tratamentos médicos podem ser mais caros, como os Estados Unidos, por exemplo, é melhor optar por planos com valores de coberturas maiores e mais completos, adequando o investimento da contratação com a necessidade do viajante.

Em caso de dúvidas, vale pesquisar os custos de alguns procedimentos médicos, intervenção cirúrgica ou até mesmo o valor de uma diária em um hotel, no país de destino.

O seguro viagem gestante é outro produto indispensável para as grávidas de plantão, uma vez que oferece atendimento para exames e ultrassonografias de emergência, cobertura para abortos espontâneos ou acidentais, partos de emergência e na ocorrência de partos prematuros. Mas atenção: as seguradoras estabelecem um prazo limite que geralmente vai até o 6º mês, principalmente para viagens internacionais. Reforçamos também que nos planos de Seguro Viagem, exames e atendimentos de rotina não estão cobertos.

Outro detalhe importante está na prática de esportes radicais ou esportes na neve. Alguns seguros e assistências não cobrem acidentes esportivos em suas categorias básicas. É importante se atentar para adquirir um plano que possua a cobertura necessária ou que seja possível incluir essa cobertura adicional, por um custo extra.

Pretende contratar um Plano de Seguro Viagem? Verifique qual Seguradora garantirá as coberturas indenizatórias, e qual Operadora de Assistência Viagem prestará o serviço nas coberturas de Assistência. Além disso, não se esqueça de contratar o Seguro sempre com um Corretor autorizado a atuar no mercado, como a Multi Seguro Viagem e a Bom Cotar Corretora de Seguros.

O que é Seguro Viagem? - Seguro

Países que exigem a contratação do Seguro Viagem

Se você ainda não sabe quais destinos exigem a contratação do seguro viagem com valor mínimo, confira alguns países em que o requisito é obrigatório.

27 países do Tratado de Schengen: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.).

Países que exigem a apresentação do certificado do Seguro Viagem na hora do desembarque: Países árabes (Emirados Árabes Unidos, Qatar e Turquia) e Cuba.

Agora você já sabe: antes de embarcar, considere no seu checklist a contratação de um seguro viagem. Lembre-se de falar com um corretor especializado para evitar imprevistos e Boa Viagem!